ATM | Associação de Investidores

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Error
  • Error loading feed data.
Documentos de apoio a artigos de acesso ao público

Aqui encontrar documentos de apoio a artigos de acesso ao público.

DocumentsDate added

Order by : Name | Date | Hits [ Ascendant ]
Todos os acionistas da Cimpor que venham aderir à Oferta e discordem da atuação da CMVM, deverão manter prova de que eram acionista a essa data e venderam na Oferta, de forma a poderem no futuro suscitar, de modo legítimo, através da ATM ou outro meio, a questão de eventuais insuficiências da avaliação. Uma cópia da ordem de aceitação da Oferta certificada pelo intermediário financeiro ou uma declaração em que vendeu na Oferta determinado número de ações ações deverá ser o suficiente.
Presidente da ATM escreve ao Senhor Provedor de Justiça, o Ex.mº Senhor Juiz-Conselheiro Dr. Alfredo José de Sousa, a solicitar a intervenção da Provedoria de Justiça no caso da Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a Cimpor por parte da InterCement (Camargo Corrêa) devido ao comportamento da Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).Associação de Investidores (ATM) pede ao Provedor de Justiça que por força da razão e do fundamento convença a CMVM a cumprir e a fazer cumprir a Lei, na proteção dos acionistas, nos deveres de garantir a qualidade da informação, nos deveres de garantir um tratamento equitativo dos acionistas e criar uma correta disciplina de mercado que promova a confiança no mesmo, principalmente neste momento de crise.A ATM não se conforma com a atuação que a CMVM tem tido porque considera que:Os acionistas da Cimpor que venham aderir à Oferta não têm acautelada nenhuma forma de receber o eventual valor em excesso no caso de existir uma diferença entre o valor dos ativos a transmitir para a Votorantim e o valor das ações da Cimpor.A Oferta trata os acionistas de forma diferenciada ao permitir que um acionista escolha receber determinados ativos em vez de dinheiro como acontece com todos os outros.A CMVM decidiu, num ato inédito, quixotesco e sem suporte legal que a avaliação dos ativos a trocar, apesar de serem uma componente da contrapartida, serão avaliados por Bancos de Investimento e não por um Auditor Independente como obriga o Cod.V.M..
Page 10 of 17

LOGIN DE SÓCIO

DIFUSÃO DE INFORMAÇÃO


RSS
YouTube
Junte-se ao nosso grupo
Junte-se à nossa rede
Siga-nos